• Brasil Escolar
  • Informativo Camara
  • Anuncie
0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 19/07 

SÃO PAULO - Em pesquisa de intenção de voto para as eleições de 2018, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) empata tecnicamente com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). É o que mostra a sondagem do DataPoder 360 realizada nos dias 9 e 10 de julho, antes da condenação ao ex-presidente Lula por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex do Guarujá.

Em um cenário com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin como candidato do PSDB, Bolsonaro aparece com 21% das intenções de voto contra 26% de Lula. Alckmin tem 10% das intenções. A candidata da Rede, Marina Silva, tem 6%. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

No segundo cenário analisado, com o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), Lula apresenta uma queda de 27% para 23%. Bolsonaro teria 21%. Doria e Marina Silva aparecem com 13% e 12%, respectivamente. A sondagem do DataPoder 360 também mediu o potencial de voto dos eleitores em candidatos do PSDB e do PT.

A rejeição do lado tucano foi de 51%; 6% disseram que votariam com certeza em um representante da sigla. Candidatos do PT, segundo a pesquisa, são rejeitados por 56% dos entrevistados. O percentual dos que votariam com certeza no partido foi de 20%.

 

==================== 

 

BRASÍLIA – Levantamento nacional da Paraná Pesquisas mostra o ex-presidente Lula (PT) liderando as intenções de voto para as eleições do ano que vem com 25,8%. Em segundo aparece o deputado Jair Bolsonaro (PSC) com 16,1% contra 12,1% do prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), e 11,1% de Marina Silva (Rede). Lula x Bolsonaro

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, aparece em quinto lugar com 8,1%, seguido por Ciro Gomes (PDT) com 4,3%, Ronaldo Caiado (DEM) com 1,6% e Luciana Genro (Psol) com 1,5%. Para 14,6% dos entrevistados, nenhum dos nomes merece comandar o Planalto. Outros 4,8% não souberam dizer em quem votariam.

A Paraná Pesquisas colocou um segundo cenário com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, como candidato do PSDB e incluiu o apresentador Luciano Huck. Nesse caso, Lula aparece em primeiro com 25,4%, seguido por Bolsonaro (16,8%), Marina (10,4%) e Barbosa (8,1%). Huck teria 7,3% dos votos, Alckmin (6,4%), Ciro (4,2%), Caiado (1,6%) e Luciana (1,3%). Para 14% dos eleitores, nenhum dos listados merece o voto e 4,5% não souberam responder.

REJEIÇÃO - Perguntados sobre a rejeição aos candidatos, 46,5% dos eleitores responderam que não votariam em Lula "de jeito nenhum". O segundo mais rejeitado é Bolsonaro com 26,1%, seguido por Alckmin (24,9%), Ciro (22%), Marina (20,4%), Caiado (19,4%), Dória (16,7%) e Barbosa (13,9%). Para 5,4%, o voto poderia ser dado a qualquer um dos citados e 7% não souberam responder.

A Paraná Pesquisas ouviu 2.022 eleitores em 164 municípios de 26 Estados e no Distrito Federal entre os dias 25 e 29 de maio, com acompanhamento de 20% das entrevistas. O grau de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro é de 2% para mais ou menos.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 17/07 

Vereador Ari Zandona ÁGUA BOA – O presidente da Câmara de Vereadores confirmou esta manhã que o governo do Estado repassou duas parcelas atrasadas de R$ 600 mil, totalizando R$ 1,2 milhão para o Hospital Regional Paulo Alemão.

Na semana passada, durante a Marcha de prefeitos e vereadores em Cuiabá, José Ari Zandoná criticou duramente o governo do Estado que não repassa regularmente recursos para a manutenção do hospital.

A matéria repercutiu em Cuiabá, principalmente depois que Zandoná pediu a intervenção imediata da Assembleia Legislativa em favor dos municípios. O governo do estado ainda deve ao Hospital Regional, duas parcelas totalizando R$ 1,2 milhão.

Segundo Ari Zandoná, com este recurso, o hospital pode manter todos os compromissos em dia.

Veja a notícia da semana passada no link abaixo.

 

===================

 

 

 

 

 

 

 

CUIABÁ – Aconteceu nesta terça-feira (11) a 1° Marcha de Prefeitos e Vereadores à Cuiabá, um importante encontro que reuniu prefeitos e vereadores do estado de Mato Grosso. O evento aconteceu na Assembleia Legislativa na capital, quando os representantes dos municípios tiveram a oportunidade de falar das reivindicações e problemas. 

O Vereador Presidente da Câmara Municipal de Água Boa, José Ari Zandoná (DEM), fez o uso da palavra e reivindicou melhorias na saúde para o município. Ressaltou que Água Boa está a cinco meses sem receber repasses para o Hospital Regional Paulo Alemão, totalizando quase R$ 2,4 milhões.

Zandoná enfatizou que a saúde precisa de uma urgente atenção especial, tendo em vista que a responsabilidade de custear os gastos do Hospital Regional Paulo Alemão é do governo do estado e não só dos municípios.

Ari Zandoná disse ainda que é difícil ‘fazer’ saúde em um município se o governo não faz sua parte. Ainda segundo ele, o governo do estado custeia altos gastos com logística e transporte do governador nas visitas que o mesmo faz aos municípios do interior.

Ele sugeriu que o governo substitua estes gastos de transporte para abastecer a saúde dos municípios. Ari Zandoná ressaltou que recurso existe, mas precisa ser bem empregado.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

Dalva Peres COCALINHO – A prefeita de Cocalinho baixou decreto reduzindo o salário do prefeito, do vice e dos secretários municipais. Dalva Lima Peres esclareceu no decreto que os gastos com pessoal ultrapassaram o limite constitucional no primeiro quadrimestre desse ano.

Dalva também salientou a necessidade de promover medidas que visam a redução de despesas e gastos com pessoal, a fim de ajustar as contas ao fluxo financeiro do tesouro municipal. Doravante, o salário da prefeita Dalva será de R$ 14 mil, do vice, R$ 7 mil e dos secretários municipais baixou para R$ 3.800,00.

A prefeita Dalva também baixou decreto municipal estabelecendo medidas de contenção de despesas e de ajuste fiscal. Ela suspendeu novos investimentos com exceção dos necessários para o cumprimento dos percentuais estabelecidos pela Constituição Federal nas áreas da educação e saúde, e obras previamente autorizadas pela prefeitura.

Ficam suspensas a concessão de diárias aos funcionários, exceto à prefeita e aos motoristas lotados na Secretaria de Saúde. Não serão concedidas licenças para tratar de interesses particulares se isso implicar em contratação de funcionário para substituição. Contenção de gastos com energia elétrica, água, telefone e em todas as áreas na ordem de 40%.

A prefeita Dalva também quer o controle e racionalização da aquisição e utilização de materiais de expediente até alcançar aos 40% de economia. Todas as medidas visam uma economia austera na máquina pública de Cocalinho. Veja as decisões abaixo:

 

 {cwgallery}

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

SANTA TEREZINHA - O prefeito de Santa Terezinha Euclésio Ferretto (PDT), assinou um decreto na sexta-feira, 30 de junho, que reduz salários e determina várias outras medidas que visam a redução de despesas com pessoal.
No Decreto 1272/2017, publicado nesta segunda-feira, 3 de julho, o prefeito considera que a boa gestão dos ingressos financeiros é pratica fundamental no Regime de Responsabilidade Fiscal e a transparência, o controle, o equilíbrio fiscal, como requisito próprio de governabilidade democrática.
O Decreto determina a redução de 15% (quinze) por cento nos vencimentos do Prefeito Municipal, Vice-Prefeito, Secretários Municipais, Coordenadores, chefes de departamentos, chefes de divisão, funções de confiança, e cargos comissionados.
Suspende a concessão de vantagem, aumento, reajuste ou adequação de remuneração a qualquer título, salvo os derivados de sentença judicial ou determinação legal ou contratual. Outra medida é a suspenção da criação de cargo, emprego ou função, bem como alteração de estrutura de carreira que implique aumento de despesas.
Fica suspenso também o provimento de cargo público, através de admissão ou contratação de pessoal a qualquer título, ressalvada a reposição decorrente de aposentadoria ou falecimento de servidores das áreas de educação e saúde.
Por fim, suspende o pagamento de gratificação especial prevista no artigo 31, inciso V da lei 552/2012, a contratação de horas extras, bem como a contratação e o pagamento de serviços excedentes.
Ainda de acordo com o Decreto, o pagamento de gratificação especial prevista no artigo 31, inciso V da lei 552/2012, a contratação de horas extras e a contratação de serviços excedentes, ficarão subordinadas a aprovação prévia do prefeito municipal.
A reportagem do site Eldorado.fm tentou contato por telefone com o Prefeito Euclésio Ferretto e as secretárias Aldaci Brambila de Administração e Isis Ferretto de Finanças para saber quanto a Prefeitura irá economizar com as medidas, mas não obteve sucesso até o publicação desta matéria.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

ÁGUA BOA – A Câmara de Vereadores emitiu nota de repúdio ao deputado estadual e atual secretário de Cidades do Estado, Wilson Santos. Os vereadores aprovaram a Moção de Repúdio após posicionamento equivocado do Secretário, quando ele disse que o agronegócio de Mato Grosso não paga impostos.

A tentativa de aumentar a cobrança do Fethab também é vista pela Câmara como outra forma absurda de tentar onerar de novo a classe agropecuarista. A Câmara de Vereadores no documento de repúdio a Wilson Santos, diz que entende a necessidade de mais investimentos em saúde, mas isso é uma questão de gestão financeira do Estado, que se mostra incompetente para gerir este setor da saúde.

Na fala, o secretário estadual das Cidades chegou a dizer que os produtores rurais estavam milionários, e por isso, tinham que pagar mais impostos. Porém, o aumento da carga tributária também atingirá os pequenos agricultores, que já estão duramente castigados, diz o presidente da Câmara.

José Ari Zandoná salienta que no ano passado, a venda do gado rendeu R$ 104 milhões de impostos A madeira rendeu R$ 15 milhões, a soja, R$ 184 milhões, algodão R$ 18 milhões e combustíveis, R$ 477 milhões de impostos. No total, segundo o Imea, o Estado arrecadou R$ 900 milhões de impostos do agronegócio, e nesse ano, a arrecadação chega aos R$ 400 milhões.

Zandoná disse que a declaração do secretário estadual é ridícula, diante do universo que o agronegócio de Mato Grosso arrecada, gerando emprego e renda no campo.

{cwgallery}

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

 ÁGUA BOA – A Câmara de Vereadores promoverá audiência pública discutir a situação do esporte no município. O encontro está previsto para o dia 29 de maio, às 19hs, no Plenário José Nogueira Paniago. 

A população em geral e os desportistas podem participar dos debates para apontar sugestões, potencialidades e problemas do esporte.

Add a comment