• Brasil Escolar
  • Informativo Camara
  • Anuncie
  • H Cancer MT
0
0
0
s2sdefault

Vereador Ari Zandona ÁGUA BOA – A Câmara de Vereadores promoverá nesta sexta-feira, 24 de março, audiência pública para discutir a proposta que prevê amplas reformas na previdência social.

A confirmação é do presidente do Legislativo. José Ari Zandoná salientou que os trabalhos iniciarão às 19hs na sede da Câmara. Na ocasião, as principais lideranças e a população discutirão este tema que é um dos mais importantes dos últimos anos.

O presidente entende que mexer com direitos adquiridos dos trabalhadores em geral merece amplos debates. As decisões tomadas nessa audiência pública serão encaminhadas posteriormente às autoridades do Estado e do país.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

 ÁGUA BOA – Aconteceu na quadra coberta de esportes do Bairro Cristalino na manhã deste domingo, reunião de alguns vereadores com aquela comunidade. A iniciativa foi do vereador Leonardo Ribeiro e contou com a participação do presidente da Câmara, José Ari Zandoná, e dos vereadores Renato Beraldo, Fernando Quintanilha e Joaquim dos Anjos ‘Quincão’ da Paixão.

A iniciativa inédita de realizar um ato não oficial serviu para aproximar a Câmara Municipal da comunidade. Os moradores apresentaram vários questionamentos aos vereadores. Ari Zandoná ressaltou as verdadeiras atividades de um vereador que é legislar e fiscalizar o executivo. Além disso, os vereadores podem encaminhar as reivindicações da população às autoridades competentes.

ÁGUA BOA – Os moradores do Cristalino reunidos com os vereadores na manhã deste domingo voltaram a reivindicar a duplicação da Rua 50 e a solução para a água que fica empossada nesta via pública, no tempo das chuvas. Eles disseram que o projeto foi mal feito.

O vereador Leonardo Leite Ribeiro informou que este problema vai acabar. Segundo ele, já existe projeto para a duplicação e para a solução das águas pluviais da Rua 50. As obras devem iniciar em breve, anunciou o vereador.

ÁGUA BOA – Os moradores reivindicaram ontem aos vereadores a escrituração das residências, uma promessa de todas as campanhas mas ainda não concretizada. Eles dizem que a Praça do Cristalino está abandonada e sem manutenção. Portanto, as crianças não tem condições de brincar no local, por causa do risco de acidentes.

Também solicitaram limpeza no bairro todo, melhorias na iluminação pública que é deficitária e transporte coletivo. Outra solicitação dos moradores do Cristalino é que seja construída calçada (passeio) ao longo da Av. Araguaia. Atualmente, os pedestres concorrem com veículos no trânsito pela Av., Araguaia, o que só aumenta os riscos de acidentes.

Todas as reivindicações serão encaminhadas pelos vereadores ao poder Executivo. O vereador Leonardo ribeiro afirmou que essas reuniões com as comunidades deverão beneficiar todos os bairros e os assentamentos do município.

 {cwgallery}

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

Luiz SoaresCUIABÁ - O governador Pedro Taques (PSDB) anunciou, nesta sexta-feira (17), que o novo secretário de saúde do estado será o ex-deputado e ex-senador Luiz Soares, que atualmente ocupa o mesmo cargo na Prefeitura de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. Soares irá substituir o atual secretário, João Batista Pereira da Silva, que teve a saída anunciada na última terça-feira (14).
Luiz Soares já foi secretário de Saúde de Cuiabá por seis anos e, a convite da prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM), passou a gerir a saúde daquele município em abril do ano passado.
Segundo o governo do estado, Luiz Soares irá iniciar a transição na Secretaria Estadual de Saúde (SES) com o atual gestor a partir da próxima segunda-feira (20).
Trocas
Luiz Soares será o quarto secretário a chefiar a pasta em pouco mais de dois anos de mandato do governador Pedro Taques, que inicou a gestão em 2015. João Batista ficou no cargo por quase oito meses e pediu exoneração nesta semana.
Antes de João Batista ocuparam estiverem cargo Eduardo Bermudez e Marco Bertúlio. Os dois também pediram demissão.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

BRASÍLIA - O governo federal não anunciou a data de leilão da ferrovia que ligará Mato Grosso ao Pará, a chamada “Ferrogrão”. Material publicado, na última semana, pelo portal Estadão previa que a data de leilão da obra seria divulgada ontem, durante o lançamento dos novos projetos de concessões (projeto Crescer) na área de infraestrutura de transporte, o que acabou não acontecendo. Ferrovia

Só Notícias/Agronotícias entrou em contato com o Ministério dos Transportes, que garantiu que o projeto ferroviário Mato Grosso-Pará é prioridade do governo federal, “desde a primeira reunião do omitê do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI)”. Segundo a assessoria, a concessão está sendo trabalhada conforme cronograma, que tem como meta o lançamento do edital no segundo semestre de 2017. “No momento os estudos estão em fase final de ajustes para a realização de consulta pública até o final do 1º semestre”.

Ainda não se sabe ao certo qual será o trecho total da ferrovia. Isso porque o traçado original prevê 933 quilômetros de ferrovia, entre Sinop e o porto de Miritituba (PA), no entanto, autoridades políticas articulam a expansão da ferrovia até Lucas do Rio Verde (chegando a mais de 1,1 mil quilômetros).

Conforme Só Notícias/Agronotícias, para o diretor do movimento Pró-Logística, Edeon Vaz, Sorriso e Lucas devem ficar fora em um primeiro momento. “Acredito que não vai entrar (trecho adicional). Na minha opinião, fica até Sinop. Não há interesse das empresas que entrarão na licitação em levar isso até Lucas. É um investimento maior. Além disso, justificaria expandir se houvesse integração com as demais ferrovias, como a de Rondonópolis. Quando esticar até Lucas, aí justifica expandir a Ferrogrão”.

Edeon destacou que a ferrovia Sinop-Miritituba será implantada em um momento crucial para o setor agropecuário. “Vem em boa hora. A tendência é crescer em termos de volumes de produção. Com este crescimento, se faz necessária a ferrovia. Estimamos que em 2025, o volume escoado por Miritituba chegará a 35 milhões de toneladas de grãos por ano. Para transportar esta quantidade por rodovia seria preciso outra estrutura”.

Foi no trecho da BR-163 entre Sinop e Miritituba que milhares de caminhões e carretas ficaram atolados na última semana, ocasionando prejuízos milionários para o setor agropecuário. O trecho mais crítico da rodovia (cerca de 150 quilômetros), entre o distrito de Caracol e Miritituba, foi liberado somente, ontem, pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

A ferrovia está na carteira do Programa de Parcerias de Investimento (PPI), mas é uma iniciativa das próprias tradings. Elas elaboraram o projeto e o apresentaram ao governo em 2014, informando estarem dispostas a investir em sua construção. São sócias nesse projeto: Amaggi, ADM, Bunge, Cargill, Dreyfus e a EDLP. A estimativa é que a linha custará R$ 12,6 bilhões. Apesar disso, não há certeza que as companhias serão responsáveis por implantar a ferrovia.

Paralelamente, o governo também deve lançar, ainda sem data definida, a concessão da BR-163, também a partir de Sinop em direção aos portos do Pará. Cálculos da Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontam que, com a conclusão da obra, a economia chegará a R$ 1,4 bilhão por ano. Isso porque a rodovia consolidará o uso dos portos do Norte para a exportação de grãos. Saindo de lá, uma viagem de navio fica de três a cinco dias mais curta do que as que se iniciam nos portos de Santos (SP) e Paranaguá (PR). (Fonte: Só Notícias/Agronotícias)

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

Mapa do Rodoanel/Prefeitura Querência QUERÊNCIA – A prefeitura de Querência apresentou ontem aos vereadores, empresários, engenheiros e assessores, o projeto do Rodoanel. Discutido há vários anos, a intenção é tirar da Avenida Sul e do centro da cidade, o fluxo de caminhões pesados.

Atualmente, o trânsito de caminhões ocorre em grande volume na rua Tenente Portela em frente ao Batalhão da PM.

Segundo o prefeito Fernando Gorgen, o desvio teria cerca de 8 km. A obra começaria perto do Aeroporto, seguindo pelo Rio Betz, até o entroncamento com a MT-109, rumo ao Pingo D’Água e demais assentamentos.

O prefeito ainda não tem prazo para início das obras. A luta é por recursos para a efetivação desse projeto, atendendo antigo sonho da comunidade.

 {cwgallery}

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

BRASÍLIA - O prefeito de Querência, Fernando Gorgen, está em Brasília participando de diversas reuniões. 

Nessa quarta feira, ele se reúne com o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, representantes da FUNAI, integrantes da UNB , Universidade de Brasília e com a bancada de Deputados Federais de Mato Grosso.
O Prefeito Gorgen ainda se reuniu com diretores do DNIT (Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes), tratando sobre a BR-242. Participou de uma Audiência no IBAMA (Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais e Renováveis), tendo como assunto o licenciamento da BR-242.
Gorgen permanece até esta quinta-feira na capital federal, onde se reúne com os deputados mato-grossenses. (Rafael Piesacki)

Add a comment