0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 26 MAIO 2019

 

viatura 2ÁGUA BOA - Foram transferidos essa semana para Lucas do Rio Verde, os dois menores que atearam fogo a uma viatura da Polícia Civil de Água Boa.

O crime foi cometido na madrugada de 17 de maio. Imagens das câmeras de segurança do CISC flagraram duas pessoas chegando em frente ao CISC, e atirando uma bomba com combustível embaixo da viatura Trailblazer da Polícia Civil.

O veículo foi completamente consumido pelo fogo. Os menores foram aprendidos após intensas investigações sob a direção da delegada Dra. Luciana Canaverde. Os dois menores que atearam fogo à viatura foram indiciados em ato infracional análogo à dano criminoso ao patrimônio público.

Um deles é considerado violento pela polícia, pois tem quase 20 passagens por atos infracionais análogos a tráfico, ameaça, furto e desacato. O segundo também tem passagens por furto.

Um deles esteve envolvido no arrombamento e furto da Eletromóveis em março desse ano. Na ocasião, 5 menores quebraram os vidros da loja e entraram no local, furtando diversos celulares.

Os dois menores ficarão internados algum tempo no Centro Socioeducativo de Lucas do Rio Verde. Nas redes sociais os dois menores postavam fotografias com armas indicando claramente suas intenções, sem respeito nenhum pela lei e pela ordem.

 

========================================== 

 

ATUALIZADA DIA 22 MAIO 2019

 

Dr Luciana Canaverde ÁGUA BOA – Participa hoje do Repórter Interativo, a delegada de polícia Dra. Luciana Canaverde. A autoridade policial dará informações sobre a apreensão de 4 menores envolvidos no dano ao patrimônio com o incêndio da viatura Trailblazer da Polícia Civil.

O ato criminoso ocorreu na madrugada do dia 17 deste mês, quando a viatura estava 3estacionada no pátio do CISC. Um menor foi apreendido ainda na sexta-feira em Água Boa. Com ele, os policiais encontraram parte das roupas usadas pelos suspeitos no ataque à viatura.

Os policiais também encontraram na casa do menor o vasilhame utilizado para encomendar a gasolina usada no incêndio da viatura. A gasolina foi transportada por moto-táxi. Dois menores foram aprendidos ontem à tarde em Aragarças, com apoio das polícias civil e militar de Barra do Garças e Aragarças.

Um quarto menor conseguiu fugir ontem do cerco policial, mas foi apreendido hoje cedo. Segundo a delegada Luciana Canaverde, todos estão envolvidos de alguma forma no ato de incendiar a viatura da PJC.

Eles integram a mesma célula criminosa que em abril e maio cometeu dois roubos a residência e cárcere privado das vítimas também cometidos em nossa cidade. A partir de agora, segundo a delegada, começa a luta para arrumar vaga para internação dos menores.

Dra. Luciana salientou que os menores flagrados em atos ilícitos também sofrerão as consequências, para QUE NINGUÉM FIQUE IMPUNE. A Delegada salientou ainda que as famílias dos menores também serão chamadas à responsabilidade.

 

================================== 

 

ATUALIZADA DIA 21 MAIO 2019

 

ARAGARÇAS - Uma megaoperação envolvendo Polícia Civil e Polícia Militar de Mato Grosso e Goiás. A operação ocorreu hoje, terça-feira, e redundou na apreensão de seis elementos em Aragarças-GO, divisa com Barra do Garças-MT, Eles são suspeitos de participarem do incêndio da viatura da PJC na cidade de Água Boa e de um assalto seguido de estupro que ocorreu também emnÁgua Boa.

A operação foi coordenada pela delegada reginal de polícia, Dra Luciana Canaverde com apoio da polícia de Barra do Garças e de Aragarças. Houve supervisionamento do Comitê de Combate ao Crime Organizado de Cuiabá. Houve informações de que os elementos faziam parte de uma facção criminosa.

O assalto aconteceu no começo de maio à uma residência em Água Boa. Na fuga, os bandidos levaram uma caminhonete S-10 que foi abandonada em Aragarças no dia 11/5 e um Corola que não foi encontrado.

Na madrugada de sexta-feira (17/5) mais um ato de ousadia desta facção. Dois menores que foram identificados atearam fogo numa viatura da Polícia Civil em frente à delegacia. Eles foram apreendidos hoje na cidade de Aragarças.

Alguns da mesma quadrilha foram presos por tráfico de drogas em Aragarças. Após os crimes em Água Boa, os menores fugiram para Aragarças, onde foram protegidos pelos seus 'amigos do crime'.

 

================================ 

 

ATUALIZADA DIA 19 MAIO 

 

ÁGUA BOA – A delegada de Polícia confirmou neste domingo pela manhã (19/05) a apreensão de um menor de idade por envolvimento na ação criminosa de dano ao patrimônio público ocorrido na madrugada de sexta-feira, 17 de maio. Na ocasião, criminosos atearam fogo em uma viatura Trailblazer Chevrolet do GARRA da Polícia Judiciária Civil.

A viatura estava toda equipada para servir a PJC em ações de maior relevância. Um veículo desses, dependendo dos equipamentos e acessórios, pode ultrapassar aos R$ 200 mil. Um menor foi aprendido na sexta-feira suspeito de participar da ação criminosa.

A Dra. Luciana Canaverde disse que a polícia descobriu a encomenda de gasolina feita a um moto-taxista para supostamente abastecer um veículo com pane seca (falta de combustível). Até as garrafas usadas no transporte da gasolina foram localizadas na casa do menor. A gasolina foi utilizada para preparar a bomba incendiária que colocou fogo na viatura.

Segundo a delegada, todos são menores e todos já tem várias passagens pelo mundo do crime. Alguns deles tiveram participação em arrombamentos e furtos na Eletromóveis, no dia 12 de março desse ano. O menor apreendido na sexta-feira, ficará no CISC local por 5 dias para que seja aberta uma vaga para internação dele em Centro Socioeducativo para menores. Se o Estado não providenciar uma vaga, o menor voltará para as ruas na terça-feira.

O Estado deve acionar as famílias dos menores para que paguem pelos prejuízos??

Outros três menores foram identificados por participação no delito e estão foragidos. A população precisa ajudar na localização deles. Informações anônimas podem ser repassadas aos telefones 197 e 3911-8001 da PJC.

Falta Estrutura – O Estado negligencia a segurança pública neste século. Não foram promovidos investimentos necessários, mesmo sabendo que havia franco crescimento populacional em Mato Grosso. Agora, os cidadãos de bem estão colhendo as consequências.

SEM EXTINTOR?? Nossa reportagem constatou que sequer tem extintor de incêndio no prédio do CISC de Água Boa. Se um estabelecimento comercial não se adequar às exigências da lei, corre risco de ter o alvará cassado. Mas o Estado que cassa alvará é o mesmo que não se adequa às suas próprias normas. É de conhecimento público que o prédio do CISC sofre com infiltração de água desde que foi mal construído. A instalação elétrica é um caos. Mas o Estado nunca responsabilizou a construtora da obra erigida no tempo de Blairo Maggi.

A Secretaria Estadual da Segurança Pública deveria ter seguro de uma viatura de alto custo. Vamos tentar investigar isso nesta segunda-feira. A pergunta: a SESP vai enviar outra viatura para substituir a que queimou, uma vez que a Polícia Civil necessita de infraestrutura para trabalhar?

O sistema de monitoramento (câmeras de vigilância) existente no CISC foi doado com patrocínios e parceiros auxiliando para dar essa estrutura mínima aos policiais.

A Polícia Civil continua esperando ajuda da população, denunciando onde estão os outros menores que participaram do incêndio da viatura. Eles seguem foragidos.

 

========================================= 

ATUALIZADA ÀS 15:17hs

ÁGUA BOA – Um suspeito de atear fogo em uma viatura do Garra da Polícia Civil na madruga foi apreendido na tarde desta sexta-feira (18). Os dois suspeitos são menores de idade e um deles de apenas 15 anos teria sido abordado na quinta-feira (16), na companhia de mais três infratores, por suspeita de tráfico de drogas.

Com eles não foram encontradas drogas, mas o menor de 15 anos (que já foi apreendido em várias ocasiões por tráfico de drogas, roubos, ameaças a policiais e outros delitos), acabou sendo conduzido à Delegacia para prestar esclarecimento referente a um aparelho celular sem procedência encontrado com ele. Após ser ouvido, ele foi liberado, mas deixou a Delegacia proferindo ameaças aos policiais e seus familiares. Na madrugada desta sexta-feira, houve o incêndio da viatura policial. A PJC afirmou ter feito intensas buscas em vários locais na tentativa de encontrar os outros três suspeitos, porém, só um foi encontrado.

Ambos já foram identificados e em buscas realizadas sequenciais foram apreendidas na casa do adolescente de 15 anos a camiseta vermelha e uma bermuda usada por eles, as quais aparecem nas imagens. Uma motocicleta que o grupo do adolescente havia roubado na noite anterior, que nem havia registro ainda da ocorrência, também foi apreendida. Três menores estão foragidos e as equipes policiais seguem em buscas. A Polícia Civil já apurou que o menor estava monitorando a viatura que geralmente fica guardada na Delegacia Regional, que fica no mesmo bairro, mas em outra quadra.

O menor foi visto rondando a localidade e depois a Delegacia Municipal. A delegada disse que as equipes locais foram reforçadas e que a Polícia Civil, assim como a Polícia Militar, não irá desanimar no enfrentamento à criminalidade. “Não vamos esmorecer. Foi uma afronta não somente a Polícia Civil como um todo, mas a toda a segurança pública, e principalmente a sociedade que é quem paga pelos custos”, lamentou.

Mais informações em instantes...

 

==========================================

 

ÁGUA BOA – Marginais colocaram fogo em uma viatura da Polícia Civil na madrugada de hoje.viatura 2

O veículo estava estacionado na garagem em frente ao CISC, quando os marginais chegaram e jogaram um dispositivo explosivo embaixo da viatura. A Trailblazer Chevrolet era do Garra – Grupo de Operações Especiais da Polícia Judiciária Civil.

A delegada de polícia considerou o quadro lamentável. Dra. Luciana Batista Canaverde salientou que atacar e queimar uma viatura da PJC significa atacar a instituição, o Estado e a sociedade de bem. Afinal, o veículo era patrimônio público utilizado no combate ao crime.

A delegada de polícia considerou o fato uma represália pelo trabalho prestado pela polícia no combate ao crime. Filmagens das câmeras de segurança do CISC já deram pistas dos autores do crime. A sociedade pode e deve colaborar repassando pistas à polícia civil.

O telefone para denúncia anônima é 197 ou 3911-8001.

Abaixo o vídeo, e após fotos do caso.