• Brasil Escolar
  • Informativo Camara
  • HVA

         

0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 16/09/2018

 

ÁGUA BOA - Termina nesta segunda-feira, o prazo de 5 dias para que o Estado abra uma vaga para internação de um menor que praticou roubo na noite de 12 de setembro em nossa cidade. Na ocasião, um menor de apenas 15 anos, armado com uma faca, assaltou três moças que retornavam de um culto na rua 15, no bairro Guarujá.

Ele exigiu as bolsas e celulares das vítimas, e quando uma delas entregou a bolsa, ele desferiu uma facada nela. A faca só não atingiu o estômago da moça, pois ela colocou a mão na frente. O golpe atingiu seu relógio de pulso que quebrou na hora.

O suspeito fugiu, mas foi preso em seguida, em sua casa. O pai do menor delinquente ficou revoltado com a prisão do filho, dizendo que era arbitrária e injusta. O Ministério Público Estadual solicitou a internação do menor, por considerá-lo perigoso para a sociedade.

Ele já tem várias ocorrências registradas por suspeita de envolvimento em ameaças, furto, receptação de objeto furtado, perturbação de sossego, dirigir veículo sem CNH, entre outras ocorrências. A justiça da comarca solicitou vaga em Instituição Socioeducativa para menores, porém, o Estado não providenciou nessa vaga até agora.

Se a vaga não for aberta, o menor voltará para as ruas nesta segunda-feira, e mais uma vez a sociedade pagará o pato. O menor é considerado perigoso pelas forças policiais, uma vez que as ações delinquentes só registraram crescimento da violência. O roubo por pouco não se consuma em latrocínio, matar para roubar.

O golpe de faca só não foi fatal, pois atingiu o relógio de pulso da garota. A sociedade está perplexa com a situação e espera que o Poder Judiciário promova medidas de proteção urgente, internando o menor. As vítimas estão assustadas com a possibilidade do suspeito retornar para as ruas.

 

=============================== 

 

ATUALIZADA 16HS - 13/09/2018

 

Vítimas de assalto estão com medo do menor

Relogio net ÁGUA BOA – Nossa reportagem encontrou hoje à tarde duas moças que foram vítimas de um assalto a mão armada praticado na noite de quarta-feira, na Rua 15, Setor Guarujá. Na ocasião, uma das moças foi alvo de uma facada desferida pelo delinquente, um menor de apenas 15 anos.

Elas estavam em três e retornavam do culto na hora do assalto.

A facada só não atingiu a garota, pois o marginal acertou o relógio em seu pulso, desviando o golpe do estômago. A facada foi tão forte que quebrou o vidro do relógio. O menor fugiu com a bolsa feminina dela onde estava seu celular.

Nossa reportagem foi informada de que este mesmo menor já tem vários boletins de ocorrência onde ele é apontado como autor de ameaças, furto, receptação, perturbação do sossego, dirigir veículo sem CNH entre outras ocorrências. Apesar de ter apenas 15 anos, é bem conhecido da polícia.

Os policiais informaram que o pai do menor estava preocupado com a ação da polícia e não com a vítima que poderia ter sido morta pelo golpe de faca. As duas moças entrevistadas pela reportagem contaram que estão com medo do suspeito.

A garota que levou a facada que atingiu o relógio em seu braço, tem medo até de ir para a escola. Ela afirmou que sentiu a morte de perto quando o suspeito a golpeou.

Logo após levar a facada no braço, a garota desmaiou e teve que ser conduzida para o Hospital Regional Paulo Alemão. A bolsa da garota foi encontrada quadras adiante depois que o marginal em fuga tirou de dentro dela o celular da menina.

Em seguida ao fato, o suspeito foi detido pela PM e no quarto da casa dele, os policiais encontraram a capa do celular roubado, a roupa que ele vestia e também a faca usada no crime.

O próprio menor teria dito aos policiais militares que praticou o roubo, mas não disse onde estava o celular. Além disso, perante o Delegado de Polícia, o menor se manteve em silêncio, dizendo que só falaria diante do juiz da comarca.

A sociedade está na expectativa para ver qual será o prêmio para este menor que representa perigo para a população de bem.

 

============================= 

 

 ÁGUA BOA - Um elemento moreno de estatura mediana praticou assalto ontem à noite na rua 15 do Bairro Guarujá, utilizando uma faca. Havia três pessoas na rua naquele momento, quando o marginal chegou armado de faca. Faca e roupa usada pelo suspeito

Ele exigiu os celulares, bolsas e carteiras das vítimas. Uma das garotas entregou a bolsa e o marginal continuava exigindo o celular. Quando ela respondeu que o celular estava dentro da bolsa roubada, o suspeito ficou irritado e tentou golpear a moça com a faca. A garota se abaixou e a facada atingiu seu relógio, quebrando-o.

Em seguida, o suspeito fugiu, mas foi perseguido por um amigo das vítimas. O suspeito jogou a bolsa no chão e continuou fugindo com o celular dela. Alguém reconheceu se tratar de um menor identificado pelo nome. Segundo a Polícia Militar, o menor já é conhecido das forças policiais.

Após patrulhamento pelas ruas da cidade, o menor foi localizado. Quando ele avistou a viatura da PM, tentou fugir, entrando em sua casa. Os policiais continuaram a negociação para que o menor se entregasse. Os policiais da Força Tática encontraram em cima da cama do rapaz, a faca de cabo azul reconhecida pelas vítimas para praticar o assalto, e as roupas usada na ocasião.

A capinha de celular com o desenho do personagem Mickey Mouse estava na casa do suspeito. O menor então confessou ter praticado o assalto. Ele foi entregue no CISC local para as providências de praxe.

Até agora, o menor aprontou e seguia solto nas ruas, até praticar o assalto que poderia ter terminado em tragédia. A sociedade pergunta: esse menor é ou não é um perigo para a sociedade?

Atenderam a ocorrência integrante da Força Tática, da Guarnição de serviço e pela segunda patrulha de serviço da PM.