• Brasil Escolar
  • Informativo Camara
  • HVA

         

0
0
0
s2sdefault

ATUALIZA ÀS 11:40

ÁGUA BOA - O Comandante do 16º Batalhão da Polícia Militar, lotado em Água Boa, Major Gyancarlos, concederá entrevista ao vivo às 12:15hrs na Rádio Interativa para falar sobre a ocorrência que resoltou na morte de Thiago, 28 anos, na zona rural do município.

O fato tem causado enorme repercurção nas redes sociais, e foram feitas afirmações quanto o trabalho da Polícia Militar.

O caso está causando polêmica em todo o município.

Devido a isso o Comandante aceitou nosso convite, e explicará melhor sobre o ocorrido aos ouvintes da Rádio Interativa que podem ouvir tanto pela frequência 99,7 FM, pelos sites: iappe.com.br ou interativafm99.com.br e pelos aplicativos para Android e iOS.

 

=========================

 

FOTO ILUSTRATIVAÁGUA BOA – Um homem identificado como Thiago de 28 anos, foi morto, após sacar uma arma em uma barreira policial na MT-240 por volta das 18:30hrs, ontem sexta-feira (03/ago).

Segundo a Polícia Militar, a equipe da Força Tática estava em patrulhamento na zona rural do município, onde montou uma barreira policial na MT-240 próximo ao armazém da Louis Dreyfus.

Durante a ação, um indivíduo em uma moto, Honda CG Titan 150, indo em direção a barreira policial, levou a mão na cintura e sacou uma arma de fogo, tipo revólver, e apontou em direção a equipe da Força Tática.

Os homens da PM, dispararam na tentativa de ‘cessar’ as ações do indivíduo. Thiago, que é natural de Campinápolis, foi alvejado e caiu no chão. Observando a distância até o hospital, e o tempo que demoraria à chegada do socorro médico, rapidamente, a Força Tática socorreu o ferido, que ainda apresentava sinais de vida.

Ele foi levado ao Hospital Regional Paulo Alemão e foi atendido pelo Dr. Humberto Jesus. Segundo ainda a PM, tempo depois, fora informado, que o indivíduo não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Ele foi identificado por documentos que o mesmo portava em suas vestes.

Com Thiago, também fora encontrado, porção de sustância parecida com maconha, R$ 330 em espécie, uma mochila com roupas e um simulacro de pistola. A arma de fogo utilizada por ele, estava com 4 munições ainda intactas. A revista realizada em Thiago, teve acompanhamento de vários servidores do hospital.

Segundo a Polícia Militar, ele teria passagens pelo polícia.

Segundo o Comandante do 16º Batalhão de Polícia Militar, lotado em Água Boa, Major Gyancarlos, a barreira da Força Tática na zona rural do município, se devia a denúncias feitas.

A intenção era coibir crimes de caça, porte ilegal de arma de fogo, também utilizadas em caça na zona rural, entre outros crimes. Ele também afirma, que na barreira policial, o motociclista morto, tentou empreender fuga, porém, sem sucesso.

Depois, de tentar fugir, sacou a arma de fogo calibre 38 em direção a guarnição da PM, onde segundo o Comandante, os homens da PM, foram ‘obrigados’ a efetuar disparos contra Thiago, que foi socorrido segundos depois do fato.