• Brasil Escolar
  • H Cancer MT
  • Anuncie
  • Informativo Camara
0
0
0
s2sdefault

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) e o setor produtivo se reuniram inúmeras vezes com o governo do Estado para discutir alteração da redação de diversos dispositivos do Decreto 420/2016, que dispõe sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR), Regularização Ambiental de imóveis rurais e a implantação do Programa de Regularização Ambiental (PRA) em Mato Grosso. Um dos dispositivos questionados pela Famato foi o artigo 68, que trata da proibição do ‘correntão’ para supressão de vegetação nativa do uso alternativo do solo em Mato Grosso, configurando crime ambiental.
Em resposta a esse trabalho, foi publicado no dia 07 de julho o Decreto Legislativo nº 49, de autoria do Deputado Estadual Dilmar Dal Bosco, que suspende os efeitos do artigo 68, liberando o ‘correntão’ para abertura de áreas em Mato Grosso, mediante autorização de desmatamento da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).
De acordo com a analista de Meio Ambiente da Famato, Lucélia Avi, sem o uso do implemento agrícola, a atividade fica inviabilizada. Além da utilização para supressão de vegetação nativa em áreas autorizadas, ele é utilizado para limpeza de áreas e pastagens e nivelamento do solo para atividade agrícola.
A Famato, entidade de classe que representa 90 Sindicatos Rurais de Mato Grosso, completou 50 anos no dia 16 de dezembro de 2015. Ao longo dessas cinco décadas levantou diversas bandeiras em prol do produtor. Lidera o Sistema Famato, composto pela Famato, Sindicatos Rurais, Senar-MT e o Imea. Essa trajetória é celebrada graças ao trabalho dos produtores rurais e dos colaboradores. Acompanhem nossas redes sociais pelo www.facebook.com/sistemafamato e @sistemafamato (instagram e twitter) #Famato50anos.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

ÁGUA BOA - O Instituto Brasileiro de Administração Municipal – IBAM premiou o CODEMA com o certificado de reconhecimento  no âmbito de Gestão Ambiental no Bioma Amazônia, na categoria Monitoramento, Controle e Recuperação Ambiental, à prática fiscalização e licenciamento ambiental. 

O IBAM é uma associação civil sem fins lucrativos, criada em 1º de outubro de 1952, com sede no Rio de Janeiro. Sua fundação recebeu o apoio das associações municipais e dos movimentos relacionados ao municipalismo brasileiro. O Instituto atua tanto no Brasil como no exterior promovendo – com base na ética, transparência e independência partidária – o desenvolvimento institucional do Município como esfera autônoma de Governo, o fortalecimento de sua capacidade de formular políticas, prestar serviços e fomentar o desenvolvimento local, objetivando uma sociedade democrática e a valorização da cidadania.

A Premiação de Boas Práticas de Gestão Ambiental teve por objetivo identificar e premiar experiências desenvolvidas no bioma Amazônia que promovam a preservação dos recursos naturais e o desenvolvimento local sustentável, em especial a redução do desmatamento, visando reconhecer e disseminar experiências exitosas, contribuindo para a melhoria de políticas públicas ambientais. 

O analista de gestão socioambiental do IBAM, Leonardo Melo, esteve na sede do CODEMA em Água Boa entregando o certificado para o presidente do CODEMA, Luis Henrique do Amaral e toda sua equipe, que está muito satisfeita com o reconhecimento do trabalho que por eles vem sendo desenvolvido.

CODEMA é o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental "Médio Araguaia", composto por nove municípios: Água Boa, Campinápolis, Canarana, Cocalinho, Gaúcha do Norte, Nova Nazaré, Nova Xavantina, Querência e Ribeirão Cascalheira.

{cwgallery}

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

CUIABÁ – O período proibitivo de queimadas em Mato Grosso começa no próximo dia 15 de julho e as multas podem chegar a R$ 7,5 mil por hectare nas áreas rurais.

Em pouco mais de seis meses, foram registrados 7.142 focos de queimadas no Estado, um incremento de 32% no comparativo com o ano passado. Mato Grosso é líder entre as unidades federativas, seguido de Roraima (3.161 focos) e do Tocantins (3.136 focos). O período proibitivo de queimadas em Mato Grosso ocorre entre os dias 15 de julho e 15 de setembro, podendo vir a ser prorrogado em razão das condições climáticas. (site)

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

ÁGUA BOA - Moradores do Setor Guarujá procuraram nossa equipe de reportagem para denunciar que próximo a praça daquele setor há presença de fumaça com forte cheiro de folhas queimadas. A denúncia foi encaminhada a Vigilância Ambiental, que vai averiguar o caso.

Vale ressaltar que queimar lixos e resíduos de jardinagem é proibido, sujeito a multa a quem insistir neste ato. Na estação do inverno em que a região passa pelo período da seca, a qualidade do ar já prejudica a respiração. Além disso, a poeira e a fumaça da queima de lixo aumentam o índice de doenças respiratórias.

O telefone para denúncias é o tele queimadas 9994-5558.

=====

ÁGUA BOA – A Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde informa que neste mês de maio começa a campanha de vigilância de queimadas, com plantão 24 horas. A medida busca eliminar os pequenos focos de queimada de lixos e resíduos de jardinagem nos quintais das residências.

Isso evita o risco de incêndio e também a poluição do ar através da fumaça. O Enfermeiro da Vigilância em Saúde, Eberson Mateus, explica que na estação do inverno em que a região passa pelo período da seca, a qualidade do ar já prejudica a respiração. Além disso, a poeira e a fumaça da queima de lixo aumentaria o índice de doenças respiratórias. O telefone para denúncias é o tele queimadas 9994-5558.

 

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

Incêndio Faz. São Paulo ÁGUA BOA – No sábado, 25 de junho, foi registrada uma queimada por volta das 15 horas na Fazenda São Paulo, na região da Camargo Soares, próximo da Fazenda Xororó.

Cerca de 45 hectares foram atingidos pela queimada. Segundo o brigadista de combate a incêndios florestais, Francisco Campos ‘Ceará’ Ferreira, o fogo começou depois que uma ventania derrubou um poste de luz de alta tensão. O fogo se alastrou rapidamente atingindo também cerca de 5 hectares de milho.

Primeiro, trabalhadores das fazendas Xororó e São Paulo fizeram o combate às chamas até a chegada dos brigadistas da prefeitura, que deram apoio na operação.

 {cwgallery}

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

ÁGUA BOA – O Corpo de Bombeiros de Nova Xavantina está promovendo formação da Brigada de Incêndio no município de Água Boa. O objetivo é preparar voluntários para agir no combate a incêndios. 

A capacitação já foi promovida nos municípios de Nova Xavantina, Ribeirão Cascalheira e Porto Alegre do Norte. Segundo informações do 1° tenente Anttoniery Campello, o objetivo é capacitar pessoas nos municípios para que promovam a primeira resposta aos sinistros, até a chegada dos bombeiros. Água Boa se destaca por ter a maior quantidade de empresas e a maior festa da região.

O Tenente Campello disse que o Parque de Exposições Antônio Tura de Água Boa possui Alvará do Bombeiros, permitindo a realização da 25ª Expovale. Este ano a 4ª CIBM pretende instalar stand na Expovale.

Add a comment