• Anuncie
  • Brasil Escolar
  • Informativo Camara
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

CANARANA - O Batalhão Ambiental recebeu uma denúncia que uma pessoa estaria em posse de um filhote de Anta em uma fazenda no município de Canarana. Sd Gomes segura o filhote de Anta

Diante desse informação os polícias ambientais retornaram de Barra do Garças para averiguar essa denúncia. Com o apoio do Grupo CAR do 13º Comando Regional da Polícia Militasr, eles se deslocaram até a fazenda para confirmar a denúncia.

O Filhote filhote de anta estava em posse de um rapaz. O suspeito disse aos militares que o filhote estava sozinho no meio da lavoura de soja, magro e desnutrido. Com pena do animal, o rapaz disse aos policiais que pegou o filhote e o levou para sua casa para poder alimentá-lo. O rapaz afirmou ainda que assim que ficasse mais forte, iria soltá-lo na natureza.

O animal e o suspeito foram encaminhados para Canarana e lá feito o boletim de ocorrência. Trata-se de de um crime ambiental, criar animais silvestres sem autorização dos órgãos competentes. O filhotinho de anta se juntou ao filhote de onça pintada resgatada em querência.

Ambos foram levados para a cidade de Cuiabá e encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres, em anexo ao Batalhão de Polícia Ambiental de Mato Grosso.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

 QUERÊNCIA - O animal logo ganhou fama por toda a cidade. A curiosidade em ver o filhote de onça pintada para as crianças foi uma atração à parte. Segundo o Comandante da Polícia Militar de Querência, Capitão Morais, o animal chegou trazido por uma pessoa que disse ter encontrado o bicho. De imediato outro oficial, o Tenente André fez o contato com o comando do Batalhão Ambiental da PM sediado em Cuiabá.

Nesta quarta-feira (01/02), o animal foi levado para a capital do estado onde vai passar por uma triagem e fazer todos os exames necessários. Em seguida o pequeno felino passa por um treinamento de readaptação para ser devolvido à natureza. Segundo o Sargento De Paula que também é biólogo e com larga experiência em felinos, o animal foi levado direto para o hospital veterinário.

Com esse já são três resgatados no estado, segundo De Paula. São vários os fatores que levam ao aparecimento dessa espécie de animal entre elas, desmatamentos, queimadas, abatimento da mãe ou ainda o abandono pela mãe. A região de Querência é uma área entre Cerrado e Amazônia, e segundo o militar, é raro o aparecimento desse animal.

O batalhão ambiental em convênios com a Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT e uma instituição particular vão tomar todos os cuidados e procedimentos necessários para o bem estar do animal. Após esse período que deve durar em média 40 dias, o bicho começa um treinamento de readaptação ao habitat natural com alimentação viva para despertar o extinto selvagem.

Sargento De Paula diz ainda que a legislação obriga devolver o animal no local de origem dele. Em aproximadamente 9 meses o filhote deve ser devolvido para a região de Querência. O Batalhão de Proteção Ambiental da Polícia Militar de Mato Grosso é o responsável pela fauna do estado junto com a Secretaria de Meio Ambiente – SEMA. (Renato Borges)

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

 QUERÊNCIA – O Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental "Médio Araguaia" – CODEMA apresentou na manhã desta terça-feira (31), o novo Secretário Executivo do consórcio. 

Trata-se de Deiwis Schindler que ocupava o cargo de secretário adjunto da Secretária de Agricultura e Meio Ambiente de Querência. Deiwis é Engenheiro Florestal e Segurança do Trabalho.

Deiwis SchindlerAntes de atuar na prefeitura já tinha ocupado cargos públicos e trabalhado em empresas da região, além de ter sido gerente do Sindicato Rural de Querência e da Aprosoja.

O novo secretário executivo foi indicado pelo Presidente do Codema Prefeito Fernando Gorgen e aprovado pelos 9 prefeitos que compõe o consórcio. Deiwis diz que a expectativa é grande em relação ao trabalho a ser feito. Atualmente existem mais de 150 empresas que precisam de licenciamento ambiental, o que pode ser viabilizado pelo Codema. (Renato Borges)

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

 ÁGUA BOA – O sinal do telefone celular para a Serrinha deve retornar nesta quarta-feira. Acontece que um temporal danificou os equipamentos. O sinal da internet retornou hoje. A informação é de Sebastião Resende. Ele também disse que ontem, foram registrados mais 30 milímetros de chuvas na Serrinha.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

ÁGUA BOA – No mês de dezembro foram registrados apena 296 milímetros de chuvas no centro da cidade. A informação é de Adelir Uebel. Ao longo de 2.016, foram 1.468 milímetros de chuvas. Pluviometro

As chuvas de 2.016 foram inferiores ao registro de 2.015, que acumulou 1.573mm. Nos anos de 2.010 e 2.012, o índice pluviométrico também ficou abaixo dos 1.500mm. Neste mês de janeiro, o Inmet – estação meteorológica localizada no Rancho 17 ao lado da cidade, registrou 117 milímetros de chuvas. Em janeiro do ano passado foram 468 milímetros de chuvas.

Nos últimos 20 anos, o janeiro menos chuvoso ocorreu em 2.001, com apenas 48 milímetros de chuvas. A média aponta para chuvas sempre acima dos 300 milímetros em janeiro. No final de semana na Serrinha foram registrados 67 milímetros por Sebastião Resende.

A estação meteorológica do Inmet registrou 56,8 milímetros de precipitações neste final de semana. Arlindo ‘Mano’ Milnikel registrou 20 milímetros no PA Jaraguá neste domingo. Ele disse que os Rios Sete de Setembro e Areões saíram das calhas pela primeira vez nessa temporada de chuvas.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

Pluviometro - Fonte: Adelir Uebel ÁGUA BOA - No mês de novembro, foram registrados 310 milímetros de chuvas no centro da cidade. A informação é do colaborador Adelir Uebel, que há 20 anos faz a coleta dos índices pluviométricos. 

De janeiro até novembro foram registrados 1.172 milímetros acumulados. Para alcançar o mesmo índice de 2.015, seriam necessários 400 milímetros de chuva agora em dezembro.

Cabe salientar que a chuva do ano passado foi uma das mais fracas. Um índice aceitável seria próximo aos 1.900 milímetros.

Arlindo ‘Mano’ Milnikel, registrou no mês de novembro, 303 milímetros no PA Jaraguá.

Na Serrinha, Sebastião e Dejanira Resende registraram 313 milímetros no mês passado. (Inácio Roberto)

 
Add a comment