• Anuncie
  • Brasil Escolar

0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 16 SET 2019

 

ÁGUA BOA – Os produtores rurais situados nas divisas com a Terra Indígena Areões continuam sofrendo com as queimadas florestais.

No final de semana, outro foco de incêndio atingiu a BR-158 na altura da entrada para a Aldeia Buriti. Alguns focos de fogo atravessaram a rodovia federal e atingiram as propriedades rurais. Os produtores passaram o final de semana com altas temperaturas e combatendo os incêndios.

Os produtores estão inconformados com os prejuízos e com a falta de atitude das autoridades. A fumaça das queimadas atingiu novamente a cidade de Água Boa.

 

======================================== 

 

ATUALIZADA DIA 15 AGOSTO 2019

 

ÁGUA BOA – Nossa reportagem confirmou que novos focos de incêndios florestais foram registrados na Reserva Indígena Areões, entre Nova Xavantina, Água Boa e Nova Nazaré. Longas colunas de fumaça são registrados a partir do interior da reserva.

Os proprietários rurais com áreas próximas estão atentos para evitar que o fogo entre em suas propriedades. Os produtores estão apreensivos também com os animais silvestres, que fogem da reserva indígena por causa dos incêndios.

Nossa reportagem fez contato hoje pela manhã, com o Coordenador Técnico da Funai para a Terra Indígena Areões. Laércio Tseretsi Budzé informou que na Terra Areões existem hoje 32 aldeias com cerca de 1.300 xavantes.

Ele disse que nesse ano, existe cerimônia de casamento indígena, e para isso, ocorre uma caça em praticamente todas as aleias. Os nativos utilizam o fogo como forma de caçar animais silvestres para as festas de núpcias. Laércio acrescentou que se trata de um evento cultural dos xavantes que não acontece todos os anos.

SAÚDE DOS XAVANTES - O coordenador técnico da Funai observou ainda que atualmente, a população nativa está voltando a crescer, apesar do convívio com doenças estranhas aos xavantes. Ele citou a pressão alta e o diabetes como fatos desconhecidos na geração anterior.

Laércio destacou que essas doenças vem dos hábitos alimentares da população não índia, o que tem gerado preocupação entre os líderes das aldeias.

 

==================================== 

 

ATUALIZADA DIA 04 AGOSTO 2019

 

ÁGUA BOA/NOVA NAZARÉ - Produtores rurais da região entre Nova Nazaré, Água Boa e Nova Xavantina estão convivendo com incêndios florestais dentro da Terra Indígena Areões, da etnia Xavante. queimadas

Desde sexta-feira, um enorme incêndio está sendo registrado na terra indígena. Quem tem propriedade rural que faz divisa com a terra indígena, está atendo e vigilante para evitar que o fogo entre nas propriedades rurais.

Para piorar a situação, os produtores rurais ainda se queixam que depois de colocar fogo para a caça, os indígenas invadem as propriedades rurais em busca da caça que fugiu do fogo na reserva indígena.

Os produtores estão indignados pela falta de fiscalização nas reservas indígenas, afinal o satélite captura todas as imagens e sabe onde está a origem do incêndio.

As autoridades e a imprensa mundial estão denunciando o desmatamento e os incêndios florestais no Brasil, mas a Funai não faz nada para evitar isso.

A Área Indígena tem mais de 218 mil hectares, a maioria de cerrado nativo.

 

===================================== 

 

Publicado em 10 setembro 2018

NOVA NAZARÉ – A Terra Indígena Areões da etnia Xavante ardeu em chamas nos últimos dias.

Nossa reportagem constatou que o incêndio florestal se espalhou pela imensa área chegando aos limites com propriedades rurais e com a BR-158, entre Água Boa e Nova Xavantina.

A Área Indígena tem mais de 218 mil hectares, a maioria de cerrado nativo. Agropecuaristas que tem terras na divisa com a área indígena informaram que nessa época, parece que a caça é o principal objetivo dos incêndios florestais.

Quase todos os anos os incêndios atingem essa área indígena, causando graves danos à fauna e a flora.