0
0
0
s2sdefault

QUERÊNCIA – Um pescador da região da região do rio Suiá Missu está contrariado com a decisão do governo do Estado em mudar a data da piracema.

O pescador que prefere ficar no anonimato informou à nossa reportagem que até 15 dias depois do fim da piracema desse ano, ainda encontrou peixes com ovos. A última piracema foi encerrada oficialmente pelo governo no dia 31 de janeiro desse ano.

Portanto, a partir de fevereiro, a pesca voltou a ser permitida. O pescador de Querência ressaltou que nas duas primeiras semanas de fevereiro, ainda encontrou peixes com ovos, e portanto, em plena época de reprodução.

Em regiões de divisa com outros estados e em áreas de preservação permanente, a pesca continua proibida o ano todo. De acordo com a Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), no rio Araguaia, a pesca segue proibida.

Com a liberação da pesca algumas regras precisam ser seguidas, entre elas: estar habilitado com a carteira de pesca, não usar apetrechos proibidos e respeitar a cota e tamanho mínimo do pescado. O pescador amador pode pescar até 5 kg e o profissional, até de 125 kg de peixes por semana.

Veja Também

Policial
  • 13 Abril 2016
  • Por Inácio Roberto

Morte natural em Querência

QUERÊNCIA – A polícia tratou como morte natural o falecimento de Edison Benjamim Guimarães, 65 anos de idade. Ele que é natural de Itabuna, Bahia, foi encontrado morto na manhã de segunda-feira em...