• Brasil Escolar
  • HVA
  • Informativo Camara

         

0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 18/09/2018

 

Climatempo 1 netSÃO PAULO - A primavera de 2018 no Hemisfério Sul começa oficialmente no dia 22 de setembro, às 22h54, pelo horário de Brasília, e vai até o dia 21 de dezembro, às 19h23. Nessa estação de transição, a atmosfera gradualmente sai do padrão seco característico do inverno e ganha o padrão úmido e quente típico o verão. Mas esta transformação não ocorre de uma semana para outra.

A primavera de 2018 será influenciada pelo aquecimento da porção central e leste do oceano Pacífico Equatorial, na altura da costa do Peru, que vai gerar um novo episódio do fenômeno El Niño. Tudo indica que vamos terminar a primavera já com o El Niño formado. A maioria das áreas do Brasil terá mais dias quentes do que com temperatura baixa.

A chuva retorna ao país, mas o processo de formação do El Niño será um complicador para a chuva. A chuva da primavera já é normalmente irregular e não beneficia igualmente a mesma região. O aquecimento que ocorre no Pacífico vai aumentar esta irregularidade espacial. Climatempo 2 net

O impacto negativo da irregularidade da chuva da primavera de 2018 será mais sentido nos setores de abastecimento de água para a população e para a geração de energia do que na agricultura. A meteorologista Graziella Gonçalves, da equipe de previsão climática da Climatempo, explica a previsão para primavera 2018.

Outubro - Temperatura: Muito calor na região central do país. Precipitação: De normal a abaixo da média, em quase todas as áreas. A maior parte da chuva cai na segunda quinzena de outubro. No sul do Centro-Oeste chove um pouco mais que a média.

Novembro - Temperatura: Calor intenso diminui, com o aumento da nebulosidade e da chuva. Precipitação: Abaixo da média na maior parte da região.

Dezembro - Temperatura: Calor intenso na maior parte do Brasil. Precipitação: Abaixo da média em grande parte do País. (Climatempo/terra.com.br)

 

============================= 

 

 

ATUALIZADA DIA 11/09/2018

 

CUIABÁ – O fenômeno El Niño, responsável pelo aumento da temperatura, deve ocorrer até o fim do ano, trazendo ondas de calor entre setembro e novembro.

A previsão dos meteorologistas da ONU (Organização das Nações Unidas) é de que o fenômeno tem 70% de chances de acontecer. Ainda não se sabe qual a intensidade do fenômeno, mas estima-se que os efeitos sejam moderados.

O El Niño provoca o aumento da temperatura do Oceano pacífico e desencadeia secas e inundações em diversas regiões do mundo. A última manifestação climática do El Niño foi entre 2.014 e 2.016, foi considerada a mais intensa do atual século.

Segundo a ONU, foram registradas estiagens que comprometeram o desenvolvimento das lavouras no Brasil.

 

=================================== 

 

PUBLICADO EM JULHO/2018

 

ÁGUA BOA – Meteorologistas estão informando que o fenômeno El Niño pode voltar a ocorrer no Brasil no segundo semestre desse ano.El Niño

A probabilidade é grande para que a chuva fique abaixo da média nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Pará. Já os estados do sul do país terão chuva acima da média no segundo semestre do ano.

As condições meteorológicas já estão se configurando para este fenômeno ocorrer. Para o trimestre dezembro-fevereiro, a probabilidade é de 71 da ocorrência do fenômeno El Ninho atingir Mato Grosso.

Se as chuvas ficarem realmente abaixo da média, poderá haver atraso no plantio da próxima safra de verão.