• Informativo Camara
  • Anuncie
  • Brasil Escolar
0
0
0
s2sdefault

Família Jascovski ÁGUA BOA – Hoje completam 40 anos do desembarque em nossa cidade de duas famílias numerosas, que vieram morar aqui. No dia 19 de julho de 1.977, as famílias de José Jascovski e José e Maria Luiza Liell vieram de Guaraciaba/SC, para povoar Água Boa.

Ainda hoje, descendentes de José Jascovski moram em Água Boa. É o caso de Eldor Jascovski e seus irmãos. O mesmo ocorre com os descendentes de José e Maria Luiza Liell. José faleceu em 1.979, após um incidente com um gerador de energia elétrica.

Maria Luiza faleceu no ano passado. Os descendentes dos Liell até a quarta geração moram ainda hoje em nossa cidade. É o caso de Mário e Gilberto e demais descendentes.

Familia Liell

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

Maria Tarcila ÁGUA BOA - Faleceu esta manhã por volta das 6hs, Maria Tarcila do Nascimento Carvalho, esposa de Olmeri Barcellos de Carvalho. Ela foi internada ontem no Hospital Vale do Araguaia, e mesmo em tratamento, sofreu falência múltipla de órgãos, segundo atestado médico emitido pelo Dr. Cloves Jost.

Maria Tarcila nasceu em 30 de janeiro de 1.940 em Santiago/RS. Maria Tarcila e Olmeri casaram no dia 28 de março de 1.958 em Santiago/RS, e completaram 59 anos de casados no ultimo mês de março.

O casal mudou em junho de 1970 para uma fazenda na região do Vau dos Gaúchos, hoje município da próspera Água Boa, que na época era apenas um sonho dos pioneiros. O corpo de Maria Tarcila está sendo velado na capela mortuária e seu sepultamento será às 17hs de hoje no cemitério municipal.

No Jornal Interativo desta semana, que circulará na sexta-feira, constará uma reportagem especial relatando o começo da história de Água Boa.

Relatos históricos também podem ser encontrados no Facebook 'Memórias de Água Boa' do historiador autodidata e vereador Alan Apio

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

ÁGUA BOA – Moradores da Serrinha voltaram a reclamar da falta de sinal do telefone celular. Segundo eles, os equipamentos seguem fora de uso, causando grandes transtornos aos usuários da telefonia móvel.

Segundo a reclamação, faz um ano que o equipamento apresentou defeito deixando até agora a população sem assistência. A bem pouco tempo, os moradores recebiam promessa de solução rápida para o caso, mas agora, nem promessas não são mais feitas.

O departamento de jornalismo da Rádio Interativa orienta a população para que denuncie o caso ao Ministério Público.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

 ÁGUA BOA – O Jornal Interativo não será distribuído neste final de semana. Houve problema com o transporte do jornal.

Por esse motivo, a edição desta semana do Jornal Interativo circulará somente na segunda-feira, na região Araguaia.

Pedidos desculpas por essa falha involuntária.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

CUIABÁ - O Ministério Público do Estado (MPE) ingressou na Justiça com pedido de pagamento de um salário mínimo por abuso de autoridade contra policiais militares que agiram em um assalto a uma concessionária em Cuiabá. Cinco policiais militares são alvos da ação aberta pela 20ª Promotoria de Justiça de Criminal, e podem ser condenados a pagar R$ 937,00 aos investigados ou prestar dois meses de serviços comunitários.

A audiência de apresentação de caso foi realizada nesta quinta-feira (2) no Juizado Especial Unificado de Cuiabá. Na ação, o promotor Roosevelt Pereira Cursine pede o pagamento de um salário mínimo para cada suspeito envolvido na ocorrência. Caso a proposta seja indeferida, a promotoria requer a realização de serviços à comunidade por um período de dois meses. Cursine entendeu que houve abuso de autoridade na abordagem dos policiais aos três suspeitos de assalto.

O caso ocorreu no dia 17 de outubro do ano passado, quando três homens armados invadiram a concessionária Borges Veículos, em Cuiabá, e renderam proprietários, funcionários e clientes no local enquanto roubavam objetos e uma caminhonete Hilux e fugiram do local em seguida. Na tentativa de escape, os suspeitos foram perseguidos por duas viaturas da polícia. Durante a perseguição, o motorista da caminhonete perdeu o controle da direção e subiu na calçada.

Com a aproximação dos policiais, os suspeitos sacaram armas e começaram a fazer disparos contra uma viatura da polícia que permanecia na perseguição. Dois de três suspeitos presos foram baleados na troca de tiros.

Manifestação

Em post divulgado em redes sociais, o cabo Rodrigo Ribeiro Leite, responsável pela equipe de policiais que fez a prisão, se mostrou indignado com a decisão do Ministério Público em punir os PMs. No texto, ele narra ação de sua equipe na perseguição e fala em “inversão de valores”. O Circuito Mato Grosso falou com o cabo Ribeiro Leite, que confirmou sua indignação. 

“O Ministério Público pediu que eu e as outras guarnições paguem um salário mínimo para os bandidos, porque eles foram torturados, que a PM agiu com truculência. Ainda, o bandido que eu consegui pegar, deu nome errado, depois lembrou seu nome no Ministério Público, e o bandido ainda tem credibilidade perante a sociedade? “, disse.

Confira o post na íntegra:

Imaginem só, o que nois PMs sofremos por várias inversão de valores, uma ocorrência padrão, roubo na Borges veículos, elementos invadiram a loja armados e truculentos com as vítimas, estavam os proprietários, clientes e funcionários da loja, foram subtraído vários pertences como anéis, celulares, relógios, documentos, é uma Hilux branca do proprietário. A minha Guarnição escutou no rádio uma Viatura do Cb. Toninho, informando que estava em acompanhamento de uma Hilux branca roubada, e os bandidos bateram a caminhonete e trocou tiro com a guarnição do Cb. Toninho, onde dois dos 4 elementos foram baleados, um na perna, e outro no pé, e uns dos 4 evadiu em direção a Av. do CPA, foi quando a minha Guarnição estava próximo aí eu com a minha astúcia e visão aguçada, consegui ver o outro foragido, prendemos e recuperamos um revólver calibre 38, e logo depois encaminhamos os 3 detidos e um foragido, recuperamos todos os pertences das 7 vítimas, só ficou com o prejuízo foi o dono, pois sua caminhonete os bandidos bateram.

 Aí fui hoje em uma audiência no Jecrim, aí vi uma coisa que nunca tinha visto em 14 anos de PM, O Ministério público pediu que eu e as outras Guarnições, temos que pagar um salário mínimo para os bandidos, porque eles foram torturados, que a PM agiu com truculência, ainda o bandido que eu consegui pegar, deu nome errado, depois lembrou seu nome no Ministério público, e o bandido ainda tem credibilidade perante a sociedade? O dono da loja levou um prejuízo de quase 20 mil reais para arrumar a caminhonete, todos eles foram torturados psicologicamente, chamados de vagabundos e em todo o momento falavam que iam matar, depois da ocorrência o Ministério Público ordena que os PMs que estavam na ação, indenizam os bandidos? País de inversão de valores.

Como PMs trabalham desse jeito, o que fazer?

Cb. Ribeiro Leite

(Matéria publicada nos sites: Circuito Mato Grosso - rdnews.com.br - vejaissoweb.com.br - jornalivre.com.br)

 

Add a comment
0
0
0
s2sdefault

ATUALIZADA DIA 20/06

CANARANA - Um avião agrícola que transportava quatro pessoas, incluindo o piloto, realizou um pouso forçado na rodovia MT-20, no trecho que liga os municípios de Canarana e Gaúcha do Norte. A situação foi registrada por usuários de redes sociais na segunda-feira (18), depois que a aeronave, que saiu de Sinop com destino a Água Boa, ficou sem combustível.

De acordo com o Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos (Seripa), a ocorrência não foi comunicada pelo comandante, acionado apenas na manhã desta terça (20), para prestar esclarecimentos. Identificado como N.O. N, ele afirmou ao órgão que a gasolina foi roubada do avião momentos antes do voo, e que durante a checagem, a condição não foi percebida.

Ao Olhar Direto o Seripa informou que ninguém ficou ferido e destacou que uma avaliação pré voo deveria ter sido feita pelo piloto, a fim de constatar os níveis de combustível e evitar este tipo de situação, considerada de alto risco. “Em uma ocorrência desse tipo que termina sem nenhum ferido ou morto, os envolvidos podem dizer que nasceram de novo”, comentou um dos profissionais.

Foi ressaltado ainda que, nestas circunstâncias, o órgão deve ser imediatamente informado para dar início as investigações, e que, não havendo comunicação, os envolvidos acabam por cometer uma violação da lei. Trazida para Cuiabá, a aeronave, modelo PRkkR, passará pela inspeção dos investigadores na quarta-feira (20). Os oficiais se deslocarão de Brasília, onde está sediado o Serviço.  

A Polícia Militar (PM) da cidade também não foi informada sobre o caso e a Polícia Civil tomou conhecimento apenas por meio da mídia local e pela divulgação do fato em grupos como o Whatsapp. (Fonte: Da Redação - André Garcia Santana - Olhar Direto)

 

 

================= 

 

 

CANARANA - Um avião fez hoje um pouso de emergência perto do Garapu, interior de Canarana. Segundo as primeiras informações de internautas, o avião voava de Sinop para Água Boa. foto: Internauta

O comandante da aeronave conseguiu pousar aproveitando a rodovia asfaltada trecho entre Canarana e Gaúcha do Norte.

Não há informações detalhadas sobre o tipo de avião, o nome do piloto nem sobre os passageiros da aeronave.

Ninguém saiu ferido.

 

Add a comment