• Brasil Escolar
  • HVA
  • Informativo Camara

         

0
0
0
s2sdefault

COCALINHO – O município tem cerca de 250 famílias cadastradas no programa nacional do Bolsa Família. Em média, significa que todo mês, circulam cerca de R$ 40 mil no comércio cocalinhense. Máira Mendes Lemos

Segundo fontes da prefeitura de Cocalinho, os beneficiários recebem mensalmente, seguindo calendário nacional. O calendário estabelece as datas conforme o último número do NIS (número de identificação social), que fica impresso no cartão do saque do Bolsa Família. Cada benefício fica disponível por 90 dias. Além do Bolsa Família, Cocalinho aderiu ao Programa Pró Família, com mais 32 famílias beneficiadas com R$ 100,00 mensais.

Três áreas são responsáveis pelo Bolsa Família: Assistência Social, Saúde e Educação, que juntas trabalham no intuito de diminuir o risco de desnutrição dos beneficiários. O recadastramento na Assistência Social é anual, a Sec. da Saúde fica responsável pelo monitoramento do peso, altura, caderneta de vacinação duas vezes ao ano, enquanto que a Sec. de Educação monitora a frequência escolar durante todo o ano.

A falta de cumprimento das exigências gera bloqueio através do Ministério Desenvolvimento Social. As informações são da nutricionista Máira mendes Lemos. O beneficiário deve comparecer na unidade de saúde para pesar, medir e levar a caderneta de vacinação em dia dos seus filhos.

O objetivo do PBF são: combater a fome e incentivar a segurança alimentar e nutricional; promover o acesso das famílias carentes à rede de serviços públicos como educação e saúde; apoiar o desenvolvimento de famílias pobres e em situação de extrema pobreza; combate a pobreza e desigualdade;

As informações são da nutricionista do município, Máira Mendes Lemos.