• Brasil Escolar
  • Informativo Camara
  • Anuncie
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

COCALINHO – Moradores da cidade estão reclamando do aumento exagerado no valor do IPTU. Segundo os moradores, do ano passado para cá, o aumento do IPTU foi de R$ 40,00 para R$ 110,00 em alguns casos. Os moradores dizem que a cidade não oferece muitas opções de emprego, e por isso, o aumento do IPTU não foi bem visto. Prefeita Dalva

COCALINHO – A prefeita Dalva Lima Peres informa que foi notificada pelo Tribunal de Contas do Estado a aplicar a nova legislação do IPTU. Segundo ela, a administração anterior elaborou uma nova lei em 2.015, tratando das cobranças do IPTU.

Porém, Dalva diz que o IPTU seguiu com valores baixos na administração anterior.

Agora, o TCE exige que a prefeitura passe a aplicar a nova legislação que apresenta valores corrigidos do Imposto Predial e Territorial Urbano. A cobrança do imposto é feita de acordo com o tamanho do terreno e da construção.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

ATUALIZADA DIA 20/09

NOVA NAZARÉ – A estiagem continua avançando. O Rio das Mortes na região da Balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho continua perdendo água.

A informação é da moradora Claudina Carlos da Silva, que há anos faz a medição do rio Manso. Na última semana, o Rio das Mortes baixou 7 centímetros, caindo de 2,25 para 2 metros e 18 centímetros hoje.

O baixo nível das águas dificulta até a travessia por balsa. Na última temporada de cheia, o rio chegou quase aos 6 metros e 90 centímetros.

 

========================= 

 

ATUALIZADA DIA 11/set

NOVA NAZARÉ - A estiagem avança. Nesta segunda-feira, o Rio das Mortes na MT-326 entre Nova Nazaré e Cocalinho caiu para o menor nível nesta temporada de seca.

Segundo informação de Claudina Carlos da Silva, o rio das Mortes mede 2 metros e 25 centímetros. Na recente temporada de cheia, em fevereiro, o rio chegou quase aos 6 metros e 90 centímetros.

A tendência é que o rio continue baixando pouco a pouco. Isso exige cuidado redobrado para a operação das balsas que fazem o transbordo de veículos no rio das Mortes.

 

========

 

ATUALIZADA DIA 27/03  

NOVA NAZARÉ – O nível das águas do Rio das Mortes na região da balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho continua caindo.

Na manhã de hoje a moradora Claudina Carlos da Silva registrou o nível de 4 metros e 60 centímetros. A maior cheia do ano ocorreu em fevereiro, quando o rio Manso chegou quase a 6,90.

 

=================== 

 

ATUALIZADA DIA 09/03 

NOVA NAZARÉ – O nível das águas do Rio da Mortes continua baixando na região da balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho.

A informação é da moradora Claudina Carlos da Silva. Esta manhã, a régua apontou 5 metros e 08 centímetros. Em fevereiro, o rio quase atingiu 6,90.

 

=================== 

ATUALIZADA DIA 03/03 - 

NOVA NAZARÉ – O nível das águas do Rio das Mortes aumentou novamente com o retorno das chuvas nas últimas 24 horas.

Na região da balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho, o rio Manso apresenta hoje 5 metros e 77 centímetros. A informação é de Claudina Carlos da Silva, moradora da Balsa.

Nesta temporada de cheias, a maior chuva alcançou quase 6,90 no mês passado. As balsas fazem a travessia normalmente.

 

===================== 

 

ATUALIZADA DIA 01/MAR

NOVA NAZARÉ – O nível das águas do Rio das Mortes voltou a subir na região da balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho.

Nas últimas horas voltou a chover, e com isso, o rio Manso subiu para 5 metros e 40 centímetros.

A informação é de Claudina Carlos da Silva, moradora da Balsa. Nesta temporada de cheias, a maior chuva alcançou quase 6,90.

  

==================

 

ATUALIZADA DIA 27/02 - 

NOVA NAZARÉ – O nível das águas do Rio das Mortes continua caindo na região da balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho.

Agora pela manhã, Claudina Carlos da Silva assinalou 5 metros e 17 centímetros. Na semana passada, a cheia alcançou quase 6,90.

 

================== 

 

ATUALIZADA IDA 24/02 

NOVA NAZARÉ – O nível das águas do Rio das Mortes na região da Balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho caiu mais de 35 centímetros nas últimas 24 horas.

Agora pela manhã, Claudina Carlos da Silva assinalou que o Rio das Mortes está com 5 metros e 79 centímetros, depois de atingir quase 6,90 no final de semana passado.

  

=============== 

 

ATUALIZADA DIA 22/02 

NOVA NAZARÉ – O Rio das Mortes continua baixando seu nível de águas na região da Balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho.

A informação é de Claudina Carlos da Silva, esposa do vereador Moisés da Balsa. Nas últimas 24 horas, o rio perdeu 25 centímetros de volume.

Esta manhã, o Rio Manso media 6 metros e 35 centímetros, depois de chegar a quase 6,90 no final de semana.

  

=================

 

ATUALIZADA DIA 21/02 

NOVA NAZARÉ – O Rio das Mortes continua baixando seu nível de águas na região da Balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho. A informação é do vereador Moisés da Balsa.

De ontem para hoje, o rio caiu quase 20 centímetros.

Esta manhã, o Rio Manso media 6 metros e 60 centímetros, depois de chegar a quase 6,90 no final de semana.

Trata-se da maior marca alcançada pelo rio nesta época de chuvas. As balsas operam normalmente.

  

======================= 

 

ATUALIZADA DIA 20/02 

NOVA NAZARÉ – O Rio das Mortes na região da Balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho perdeu um pouco de água nas últimas horas.

Agora pela manhã, o vereador Moisés da Balsa informou que o rio está com 6 metros e 79 centímetros. Com a diminuição das chuvas, a tendência é de que o Rio Manso começe a perder o volume de água.

As balsas continuam operando normalmente no Rio Manso. Trata-se da maior enchente nessa época de chuvas. Nos últimos dois anos, a maior cheia tinha atingido 6,70.

 

======================

 

ATUALIZADA DIA 19/02 

NOVA NAZARÉ – O Rio das Mortes na região da Balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho subiu mais um pouco nas últimas horas.

Agora pela manhã, o vereador Moisés da Balsa informou que o rio está com 6 metros e 87 centímetros. Se continuar chovendo, a tendência é de que as águas continuem subindo.

As balsas continuam operando normalmente no Rio Manso. Trata-se da maior enchente nessa época de chuvas. Nos últimos dois anos, a maior cheia tinha atingido 6,70.

  

==================

ATUALIZADA DIA 17/02 

NOVA NAZARÉ – O Rio das Mortes na região da Balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho subiu muito pouco de ontem para cá.

A informação é do vereador Moisés da Balsa. Agora pela manhã, o Rio das Mortes media 6 metros e 65 centímetros, um aumento de apenas 3 centímetros nas últimas 24 horas.

Trata-se da maior enchente do rio nessa época de chuvas. Nos últimos dois anos, a maior cheia tinha atingido 6,70.

Se continuar chovendo nesta sexta-feira, certamente as águas continuarão subindo.

 

=======================

 

ATUALIZADA DIA 16/02

NOVA NAZARÉ – O Rio das Mortes na região da Balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho continua subindo. A informação é do vereador Moisés da Balsa.

Agora pela manhã, o Rio das Mortes media 6 metros e 62 centímetros. Trata-se da maior enchente do rio nessa época de chuvas.

Nos últimos dois anos, a maior cheia tinha atingido 6,70.

Como continua chovendo nesta quinta-feira, certamente as águas continuarão subindo. 

Pesqueiros ribierinhos ao rio já começam a ser tomados pelas águas das cheias.

As fotografias foram feitas na manhã desta quinta-feira (16/02) pelo vereador Mosiés da Balsa.

{cwgallery}

====================== 

  

ATUALIZADA DIA 15/02 - 

NOVA NAZARÉ – O rio das Mortes continua subindo na região da Balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho.

A informação é do vereador Moises da Balsa. Agora pela manhã, o rio das Mortes estava com 6 metros e 46 centímetros. A travessia da balsa continua sendo realizada pelas balsas.

 

=============

 

ATUALIZADA DIA 14/02

NOVA NAZARÉ – O rio da Mortes na região da balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho continua subindo após as últimas chuvas.

O vereador Moisés da Balsa disse que hoje, terça-feira, o Rio das Mortes está com 5 metros e 87 centímetros.

 

======================= 

 

 NOVA NAZARÉ – Com as intensas chuvas das últimas horas, o Rio da Mortes na região da balsa entre Nova Nazaré e Cocalinho subiu ontem a noite até 5 metros e 28 centímetros, mas já baixou 23 centímetros nas últimas horas.

A informação é do vereador Moisés da Balsa. Ele afirmou que a maior cheia foi em 2.004, quando o rio atingiu 9 metros e 15 centímetros, desalojando todos os moradores ribeirinhos.

Nos últimos dois anos, o rio subiu até a marca de 6 metros e 70 centímetros. Segundo ele, nesse ano, as chuvas ainda estão abaixo da média.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

ATUALIZADA DIA 15/09

COCALINHO – Aconteceu ontem na Fazenda Água Preta em Cocalinho, reunião de empresários e lideranças políticas. Na ocasião, a diretora da SRCal, Neila Godinho, e o Dr. Walter Annicchino do Calcário Roncador, receberam na sede da fazenda, o prefeito de Nova Nazaré, João Teodoro Filho, a prefeita de Cocalinho, Dalva Lima Peres, e o diretor da Guaxe Construtora, Marcio Aguiar. 

Na ocasião, as lideranças discutiram a necessidade da reforma urgente das pontes de madeira sobre os rios Borecaia em Nova Nazaré, e Água Preta em cocalinho. As estruturas estão deficitárias, ameaçando cair nas próximas semanas. Por enquanto, as carretas carregadas com calcário estão transitando por dentro do leito dos rios, beneficiados pela estação da seca. Porém, quando as chuvas retornarem, somente as pontes permitirão passagem.

Como as estruturas de madeira estão comprometidas, a região poderá ficar ilhada na próxima temporada de chuvas.

MOBILIZAÇÃO REGIONAL

COCALINHO – Lideranças políticas e empresariais definiram ontem, que farão pressão no Governo do Estado para que as obras de recuperação das pontes de madeira na MT-326 sejam celeradas. A maior preocupação das lideranças é com a situação precária da ponte sobre o Rio Borecaia. A estrutura está comprometida e ameaça cair.

Ponte do Borecaia ameaça cairJá a ponte sobre o Rio Água Preta também precisa de reforma. Ficou definido que os prefeitos de Nova Nazaré e Cocalinho farão convite aos demais prefeitos da região para integrar uma caravana que se deslocará à Cuiabá nos próximos dias para pressionar a Secretaria Estadual da Infraestrutura. As Câmaras de Vereadores, os Sindicatos Rurais, a Famato e as Associações Comerciais das cidades também serão mobilizadas no sentido de fazer pressão.

As lideranças estão preocupadas com a possibilidade das pontes caírem, causando prejuízos ao comércio e ao agronegócio da região. Dr. Walter Annicchino disse que a safra do calcário vai até dezembro, quando as chuvas já terão avançado na região. Sem o calcário na terra, as pastagens e as lavouras terão menos rentabilidade.

A MT-326 precisa estar em boas condições de trafegabilidade permitindo que carretas transporte o calcário para toda esta região do Médio Araguaia. Os municípios de Canarana e Querência, que necessitam de muito calcário também estão sendo convocados a aderir ao movimento. Daqui a pouco, a cobertura completa no bloco de reportagens.

PONTE DE CONCRETO

COCALINHO – A empresária Neila Godinho lembrou ontem da promessa de que seria construída uma ponte de concreto sobre o Rio Borecaia. A promessa foi feita por assessores do governo do estado no começo do ano. Até agora, porém, nada de mobilização para a instalação do canteiro de obras.

Segundo Neila, engenheiros informam que tal estrutura levaria quase um ano para conclusão. Enquanto isso, a ponte de madeira sobre o Brio Borecaia ameaça cair por falta de manutenção.

TRABALHO ACELERADO

COCALINHO – O diretor da Guaxe Construtora prometeu ontem que vai concluir o asfaltamento de um trecho de 40 quilômetros da MT-326 até o final do ano. Márcio Aguiar disse que a empresa assumiu um trecho das obras de asfaltamento da rodovia do calcário. Os serviços estão adiantados e devem ser concluídos até dezembro.

Aguiar lembra, porém, que todas as passagens de água neste trajeto, como bueiros e pontes, não serão construídos agora, por não estarem previstos na licitação. As pontes terão que ser construídas em outro momento. A guaxe trabalha no trajeto do Rio Água preta até ao Corixão.

Ele também se disse interessado em assumir mais um trecho de obras da MT-326, desde que haja amplo entendimento com o governo do estado a outra empreiteira que ainda não acelerou as obras na região. A Guaxe foi a segunda colocada na licitação deste trecho de obras.

{cwgallery}

 

 

========================== 

 

 

Ponte do Borecaia/Foto arquivo

ÁGUA BOA – Está previsto para hoje, na Fazenda Água Preta em Cocalinho, reunião com lideranças regionais, empresários e políticos.

Na ocasião, a diretora da SRCal, Neila Godinho, vai reivindicar a reforma urgente da ponte sobre o Rio Borecaia, na MT-326, em Nova Nazaré. A ponte sobre o Rio Água preta também necessidade de reforma.

Outra preocupação levantada pela empresária é referente a necessidade de conclusão urgente do asfaltamento entre Cocalinho e Nova Nazaré. Para ela, essa obra vai permitir o aumento no fluxo de veículos transitando do Araguaia para Goiânia. 

Também possibilitará a venda de calcário para o estado de Goiás. A reunião almoço será nesta quinta-feira na Fazenda Água Preta.

O repórter Interativo Inácio Roberto está acompanhando o encontro e vai trazer mais detalhes nas próximas horas.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

ÁGUA BOA – O Codema, Consórcio Regional de Desenvolvimento do Médio Araguaia, promoveu a manutenção de rodovias estaduais na região.

A informação é do secretário executivo do Codema. Deiwis Schindler disse que as máquinas do Codema recuperaram cerca de 45km da MT-326 em Nova Nazaré e outros 120km da MT-414 em Nova Xavantina. As máquinas também atenderão os demais municípios do Consórcio.

No total, devem ser recuperados 1.460 quilômetros de rodovias estaduais em Campinápolis, Água Boa, Canarana, Cocalinho, Querência e em Ribeirão Cascalheira.

O Codema firmou com a Sinfra, convênio para custear as despesas de manutenção da patrulha, como óleo diesel e salários dos colaboradores. Houve contrapartida das prefeituras e produtores rurais.

{cwgallery}

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

CANARANA - Em 2016, o Governo do Estado assinou convênio no valor de R$ 2,5 milhões, e contrapartida de R$ 178,4 mil, para obras de contenção da erosão que ameaçava “engolir” o bairro Morada do Sol, em Canarana. Os recursos foram garantidos pelo deputado Estadual Baiano Filho (PSDB)  para a execução de drenagem e implantação de galeria para águas pluviais.

Iniciadas este ano, as obras seguiram em ritmo acelerado, com a meta de que fossem concluídas antes do período das chuvas. Com 22% dos serviços já executados, o município enfrenta a possibilidade de paralisação dos trabalhos devido a falta de pagamento por parte da Secretaria de Estado de Cidades (SECID). A empresa responsável pela obra argumenta que já foi executado o correspondente a R$ 550 mil, ou seja, 22% do valor do contrato, dos quais receberam apenas R$ 150 mil pagos pela SECID, o que inviabiliza a continuidade dos serviços.

Preocupados com a possibilidade de paralisação dos trabalhos e a proximidade do período das chuvas, Baiano Filho e o prefeito de Canarana Fábio Farias se reuniram com o governador Pedro Taques, em Cuiabá. O prefeito agradeceu a sensibilidade do Estado ao atender prontamente a demanda que castiga o município e coloca em risco moradias, comércios, ruas e avenidas, mas reiterou sobre a necessidade urgente de pagamento das mediações que sem encontram aprovadas na SECID.

Baiano enfatizou ao governador, que caso as obras sejam paralisadas, os moradores da região sofrerão com o risco de que toda obra já executada seja arrastada pela força das águas, invadindo residências e causando destruição ainda maior.

“Governador, se as chuvas começarem e não tivermos concluídos ao menos parte do que já está em execução, teremos uma tragédia; o prejuízo não será apenas financeiro para estado e município, os moradores estarão à mercê de danos ainda mais graves”, defendeu Baiano. 

O deputado chegou a oferecer R$ 500 mil em emenda parlamentar como antecipação, caso o Estado tenha dificuldades para o desembolso financeiro. Pedro Taques considerou a possibilidade, mas pediu um prazo de 10 dias para avaliar a evolução do caixa do Estado.

Add a comment
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

QUERÊNCIA - Depois de um longo trabalho da Administração anterior para conseguir o desembargo do Lago Betis e a atual Administração investir em um dos principais pontos turísticos da cidade de Querência, infelizmente o que se observa a cada término de final de semana são inúmeros pontos ao redor do lago tomado por lixo. São latas de cerveja, sacolas plásticas, garrafas pet, restos de comida e um total desrespeito contra a natureza e contra um trabalho que foi feito para a comunidade.

 {cwgallery}

Add a comment